Como declarar indenização de seguro no Imposto de Renda?

As indenizações de seguro são isentas de imposto de renda porque são consideradas como “reposição” de bens que foram perdidos ou danificados, no entanto, é preciso sim declarar a indenização de seguro no Imposto de Renda.
Imposto de Renda: Como declarar indenização de seguro.

compartilhe este artigo

Compartilhar no facebook
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no twitter
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Se encontrado inconsistência em seus dados, a Receita Federal pode te chamar para prestar esclarecimentos, e, um único erro pode te gerar transtornos.

Pensando nisso vamos esclarecer algumas dúvidas a respeito de indenização do seguro auto na declaração de Imposto de Renda.

É um tributo em que cada contribuinte pessoa jurídica ou pessoa física tem a obrigação de pagar ao governo uma porcentagem de sua renda.

Você deve declarar imposto de renda quando seus rendimentos tributáveis somados em um ano seja igual ou ultrapasse o valor de R$ 28.559,70.

Você deve declarar todos os seus rendimentos como salários, alugueis, depósitos e transferências em conta bancária, todos os bens e dívidas existentes.

É necessário colocar na declaração de imposto de renda tudo que o contribuinte ganhou, por esse motivo deve-se incluir também a indenização do seguro que é um valor que o segurado recebe quando ocorre um sinistro.

Seguro Auto: Como declarar indenização de seguro no imposto de renda

Como declarar indenização de seguro auto

A declaração da indenização do seguro veicular deve ocorrer quando o veículo sofre prejuízo de mais de 75% do seu valor, o que é chamado de sinistro integral.

Nesses casos a seguradora realiza a indenização oferecendo o pagamento integral com base na Tabela Fipe. O valor é depositado na conta do segurado para que ele possa comprar outro veículo ou utilizar o dinheiro de outra forma.

A indenização do seguro auto deverá constar na declaração de imposto de renda como justificativa do recebimento do valor que foi depositado na sua conta bancária.

Como fazer?

Informe o valor total recebido da seguradora na Ficha de Rendimentos Isentos e Não Tributáveis, opção código 03: “Capital das apólices de seguro ou pecúlio pago por morte do segurado, prêmio de seguro restituído em qualquer caso e pecúlio recebido de entidades de previdência privada em decorrência de morte ou invalidez permanente”.

Declaração em caso de roubo ou perda total

Informe o valor da indenização e descreva a ocorrência do sinistro (roubo, furto ou acidente) no campo “Discriminação” na ficha de “Bens e direitos”, em seguida o valor deve ser zerado no espaço descrito como “Situação em 31/12/2018”.

Se o valor disponibilizado pela seguradora em sua conta bancária tiver sido utilizado para a compra de um novo bem, este deve ser incluído na declaração também, voltando na Ficha de Bens e Direitos, selecionando o código 21, informe na “Discriminação” os dados do veículo e que ele foi pago com o valor da indenização do seguro auto.

Em que momento recebo indenização de seguro auto da seguradora?

O segurado recebe o valor da indenização integral 30 dias após apresentar todos os documentos solicitados pela seguradora, podendo o prazo ser prorrogado na falta de algum dos documentos necessários.

O que devo deduzir?

A dedução do imposto de Renda é uma quantia que pode ser abatida da base de cálculo durante a declaração. Conhecida também por despesas dedutíveis, a dedução pode reduzir o pagamento do imposto devido ou mesmo garantir a restituição.

Você deve deduzir do imposto de renda uma quantia que pode ser abatida da base de cálculo como redução ou restituição durante a sua declaração, como:

No entanto, é fundamental manter-se atento para evitar imprecisões no preenchimento, o que pode acarretar na temida malha fina.

Artigos Relacionados

Classe de Bônus Seguro - Informações

Classe de Bônus no Seguro Auto

Classe de bônus no seguro auto é um percentual de desconto concedido ao cliente, conhecido como segurado, concedido através de pontos no ato da renovação da apólice (que é o contrato de seguro) após um ano de vigência sem a ocorrência de sinistros.

Leia Mais
Quais seguradoras que aceitam veículo de leilão?

Quais seguradoras que aceitam veículo de leilão?

Segundo regulamentação vigente as seguradoras podem recusar a fornecer proteção a um veículo de leilão, no entanto, a cobrança de valores irregulares somente porque o veículo foi comprado em um leilão é considerado uma prática abusiva.

Leia Mais
Seguro cobre enchente? Veja a resposta em nosso site.

Seguro cobre enchente

Existem seguros com coberturas completas incluindo roubo ou furto, acidentes por incêndio, colisão, eventos da natureza e alagamentos em estacionamentos e garagens causados por enchentes.

Leia Mais
Acidente Veicular: engavetamento

Engavetamento: quem paga?

Há dois tipos de engavetamento: (I) automóvel choca em um veículo à sua frente criando um estado em cadeia, em geral, a culpa é do causador da primeira colisão; (II) motorista freia bruscamente causando colisões sucessivas nos veículos atrás, em geral, a culpa é de cada condutor que não conseguiu frear.

Leia Mais

Ebook

Tudo que você precisa saber antes de contratar um Seguro Auto

Tudo sobre seguros - Guia Completo

Tudo Sobre

Seguros

 

Acesse o Guia completo sobre Seguros!